🇧🇷 Como incentivar os seus pacientes a comerem mais vegetais

As dietas plant based (à base de plantas) oferecem uma variedade de benefícios à saúde, porém muitas pessoas encontram dificuldades para comer mais vegetais ao longo do dia. Felizmente, os seus pacientes não precisam apenas comer carne para se alimentarem de forma saudável. Veja como você pode ajudar os seus pacientes a se apaixorarem pelos vegetais.

O “poder dos vegetais” veio para ficar. Graças a maior disponibilidade de alimentos plant based, restaurantes vegetarianos e substituições simples que podem ser feitas em receitas, muitas pessoas estão escolhendo os vegetais para reduzir o consumo de carne ou para melhorarem a saúde.

No entanto, seguir uma dieta plant based específica pode ser difícil, pois eliminar os alimentos de origem animal por completo pode não ser sustentável a longo prazo. E existe mais de uma forma de se alimentar melhor e ter resultados positivos na saúde, o que é uma ótima notícia para os seus pacientes que não estão dispostos a retirar completamente os produtos de origem animal da dieta.

Antes de nos aprofundarmos em algumas dicas úteis de como você, como nutricionista, pode ajudar os seus pacientes a consumirem mais vegetais, vamos primeiro entender alguns benefícios para a saúde e para o meio ambiente da alimentação plant based.

Benefícios para a saúde das dietas plant based

As dietas à base de vegetais têm ganhado destaque em relação aos benefícios para a saúde. Abaixo estão alguns pontos que fazem com que elas continuem na liderança.

Coma mais vegetais para ajudar o meio ambiente

As dietas plant based não são apenas saudáveis, elas também são amigas do meio-ambiente.

Estudos mostraram que os produtos animais sozinhos são responsáveis por crises climáticas globais, pois estima-se que são necessários 5.670 litros de água para produzir 450 gramas de carne.

Além disso, a agropecuária industrial produz CO2 (dióxido de carbono), N2O (dióxido de nitrogênio), e CH4 (gás metano), que contribuem muito para o aquecimento global.

Pesquisas sugerem que pessoas que consomem mais vegetais tendem a ter uma contribuição menor para a pegada ambiental devido aos hábitos alimentares sustentáveis e ao consumo de menos produtos de origem animal. Estima-se que comer mais vegetais e limitar o consumo de carne e laticínios poderia reduzir a mortalidade e os gases de efeito estufa em 10% e 70%, respectivamente, até 2050.

Como incentivar os pacientes a consumirem mais vegetais

Agora que já passamos por algumas razões pelas quais as dietas plant based são positivas, vamos discutir algumas maneiras de ajudar os seus pacientes a comerem mais alimentos de origem vegetal.

Tornar os vegetais mais interessantes

Um equívoco comum em torno da alimentação plant based é de que você só precisa de saladas. Enquanto um prato cheio de verduras pode ser delicioso, essa não é a única forma de comer mais vegetais! Por exemplo, assar os legumes pode dar um sabor e uma textura diferentes, já a abobrinha no formato de espaguete é uma ótima opção de variação do formato.

De forma geral, o objetivo aqui é fazer com que os seus pacientes enxerguem as frutas e verduras por outra perspectiva; pois quando eles entenderem que comer vegetais não significa comer somente salada, eles podem ficar mais abertos a experimentarem novas opções.

Estar consciente sobre as escolhas das palavras

Quando iniciar o acompanhamento nutricional de um paciente, tente evitar os rótulos (como vegano ou vegetariano) para descrever a alimentação plant based. Esses termos podem parecer restritivos, e como o objetivo é fazer com que os seus pacientes consumam mais vegetais como uma mudança de estilo de vida, você deve usar termos mais gentis para descrever esse padrão alimentar.

Usar uma abordagem não restritiva

Comer mais vegetais não tem que ser “tudo ou nada”, pois esta mentalidade pode rapidamente sair pela culatra e tornar um paciente resistente aos alimentos de origem vegetal. Em vez disso, você pode incentivá-los a adicionar mais alimentos vegetais à sua alimentação habitual sem cortar os produtos de origem animal.

Criar um plano alimentar bem elaborado

Enquanto o consumo de vegetais traz muitos benefícios à saúde, os pacientes veganos podem ter um consumo reduzido de nutrientes como vitamina B12, ferro, vitamina D, cálcio ou zinco.

Leia este artigo para saber mais sobre os nutrientes de atenção em um dieta vegana e como você pode adicioná-los no plano alimentar ou através da suplementação.

Resumo

As dietas plant based oferecem uma variedade de benefícios à saúde, porém muitas pessoas ainda encontram dificuldades para comer mais vegetais ao longo do dia.

Embora possa ser desafiador para os seus pacientes se tornarem totalmente veganos ou vegetarianos, você pode ajudá-los a navegar pelo mundo da alimentação plant based através de uma nutrição gentil, usando uma abordagem não restritiva, e criando um plano alimentar bem elaborado.

Isso não só trará impactos na pegada ambiental, como também pode reduzir o risco de desenvolvimento de doenças crônicas e até mesmo auxiliar na longevidade.

—------

Estamos sempre trabalhando para trazer o melhor conteúdo sobre nutrição, por isso agradecemos receber sugestões ou comentários que você possa ter! Envie uma mensagem para info@nutrium.com.

Ainda não experimentou o Nutrium? Agora é o momento! Você pode experimentar todas as funcionalidades do Nutrium gratuitamente durante 14 dias, desde consultas, planos alimentares, análises nutricionais, videochamadas, website e blog, apps móveis para o paciente e profissional, e muito mais! Experimente agora gratuitamente!

Referências:

  1. Plant-Based Diets Are Associated With a Lower Risk of Incident Cardiovascular Disease, Cardiovascular Disease Mortality, and All-Cause Mortality in a General Population of Middle-Aged Adults. Retrieved May 4, 2022, from www.ahajournals.org

  2. Vegetarian, vegan diets and multiple health outcomes: A systematic review with meta-analysis of observational studies. Retrieved May 4, 2022, from www.tandfonline.com

  3. Comparative effectiveness of plant-based diets for weight loss: a randomized controlled trial of five different diets. Retrieved May 4, 2022, from www.sciencedirect.com

  4. Association Between Plant-Based Dietary Patterns and Risk of Type 2 Diabetes: A Systematic Review and Meta-analysis. Retrieved May 4, 2022, from www.jamanetwork.com

  5. A plant-based diet for the prevention and treatment of type 2 diabetes. Retrieved September 9, 2022, from www.ncbi.nlm.nih.gov

  6. Vegetarian diets best for the environment and human health. Retrieved May 4, 2022, from www.pcrm.org

  7. Substituting beans for beef beneficial for environment. Retrieved May 4, 2022, from www.pcrm.org