🇧🇷 4 benefícios para colaboradores que vão deixar a sua equipe encantada

O mercado está cada vez mais competitivo. Se, por um lado, a mão de obra está cada vez mais qualificada, também é verdade que as empresas enfrentam o desafio de atrair e reter talentos. Afinal, as pessoas são os ativos mais valiosos para as empresas.

Estamos enfrentando uma mudança de paradigma? Não são apenas as empresas que escolhem quem recrutar. O poder agora também está nas mãos dos candidatos.

Nesta corrida pelos melhores colaboradores, as empresas que se preocupam exclusivamente com benefícios financeiros ficam de fora. Tenha em mente que, atualmente, a chave para uma equipe satisfeita é sempre equilibrar as condições financeiras e as emoções.

Neste artigo, apresentamos as quatro melhores vantagens que os colaboradores valorizam ao escolher ou mudar de emprego.

1. O reconhecimento é essencial

Vamos começar pelo mais simples, mas que nem sempre é colocado em prática: reconhecimento e momentos de gratidão. Ninguém gosta de ser visto apenas como um número, nem mesmo nas empresas maiores.

Estudos mostram que o reconhecimento efetivo acontece em empresas que têm uma forte cultura de apoio, entendem a psicologia de elogiar os colaboradores pelo seu bom trabalho e aplicam os princípios do reconhecimento dos funcionários. A sua empresa já cumpre estes requisitos?

O mesmo estudo diferencia três tipos de reconhecimento:

  • O reconhecimento formal faz parte do processo da organização. Consiste em programas de reconhecimento estruturados com objetivos e critérios claramente definidos para atingir metas comerciais específicas. Por exemplo, os bônus de desempenho ajudam a motivar os colaboradores no seu trabalho.

  • Os programas informais de reconhecimento são mais espontâneos, naturais e não estruturados. Estes têm o objetivo de recompensar - de forma não financeira - um colaborador (ou uma equipe) por atingir um determinado objetivo, em um determinado momento.

  • O reconhecimento diário é um tipo de prática de reconhecimento frequente, de baixo ou nenhum custo e muitas vezes intangível. Um simples “obrigado” pode fazer parte deste tipo de reconhecimento.

Para causar um impacto significativo, as empresas também podem valorizar as habilidades sociais (por exemplo, a criatividade ou o trabalho em equipe), o que pode dizer muito sobre os valores da empresa.

2. A Flexibilidade é um conceito chave

A flexibilidade vem sendo cada vez mais valorizada, e a pandemia global veio enfatizar ainda mais a sua importância. Várias empresas tiveram que se adaptar a horários flexíveis ou ao trabalho remoto, e compreenderam que isso tornou os colaboradores mais satisfeitos e, em muitos casos, provocou um aumento da produtividade.

Mas há outras formas de seguir os passos das empresas progressistas, que fazem da flexibilidade a sua bandeira.

Já ouviu falar de férias ilimitadas?

As férias ilimitadas são uma política que é vista em organizações que não seguem o horário de trabalho tradicional.

Esta vantagem dá aos funcionários uma quantidade ilimitada de dias de férias remunerados. Assim, a sua equipe poderá utilizar seu tempo de férias - em vez do horário de trabalho - em situações particulares, como em caso de licença médica ou férias.

O horário flexível é uma política que é vista em organizações que não seguem o horário de trabalho padrão.

De acordo com o site Indeed, estes são os benefícios mais relevantes dos dias de férias ilimitados:

  • Maior respeito pela diversidade
  • Maior compromisso da parte dos colaboradores
  • Capacidade de se adaptar às mudanças de valores dos colaboradores
  • Aumento do bem-estar dos colaboradores
  • Maior produtividade dos colaboradores

Os avanços tecnológicos apoiaram o fim de políticas rígidas e a ascensão do “trabalho a qualquer hora e em qualquer lugar”.

Trabalho remoto: uma nova oportunidade?

A verdadeira prova foi tirada durante a pandemia da Covid-19! Um estudo liderado pela FlexJobs, feito com mais de 2.100 pessoas que trabalharam remotamente durante a pandemia, descobriu que 51% dos participantes relataram ser mais produtivos trabalhando em casa e 95% disseram que a produtividade foi maior ou igual ao trabalhar remotamente.

Números impressionantes questionam a crença de que os colaboradores serão mais preguiçosos se trabalharem em casa.

Uma Unidade de Inteligência Econômica estimou que as distrações do ambiente de escritório causaram a perda de 581 horas por pessoa anualmente, o equivalente a 28% do total de horas de trabalho.

Além disso, o trabalho remoto pode ser uma oportunidade para reduzir os custos gerais (aluguel, eletricidade, segurança e outros).

No entanto, cada caso é um caso, e nem todas as empresas têm a possibilidade de substituir o trabalho presencial pelo trabalho remoto, tendo em conta o seu negócio. Se na sua empresa você tem essa possibilidade, pode ser uma excelente opção para os seus colaboradores.

3. Treinamentos e cursos

A formação constante e o acesso a cursos e ferramentas educativas trazem benefícios claros tanto para a empresa quanto para os colaboradores. Por um lado, as empresas se beneficiam por ter colaboradores com as habilidades certas.

Por outro lado, os colaboradores sentem-se mais felizes quando recebem treinamento para novas responsabilidades, aprendem sobre negócios ou atualizações tecnológicas, ou até mesmo sobre como desenvolver soft skills.

A formação e o desenvolvimento levam a uma boa retenção de colaboradores, o que indiretamente constrói a imagem da empresa, diz um estudo da KIIT University.

Segundo o autor do estudo, existem formas extremamente eficazes de promover a formação dos colaboradores. Aqui estão algumas sugestões que você pode aplicar no seu plano de formação e educação a partir de agora:

  • Transforme conhecimento em ação
  • Os professores/formadores devem se interessar ativamente pelos colaboradores
  • Os colaboradores devem levar os programas de treinamento a sério
  • Os programas de treinamento devem ser escolhidos com cuidado
  • O treinamento deve ajudar na decisão de responsabilidades a longo prazo
  • Adicione recompensas e incentivos aos programas de treinamento
  • Resolva a causa do problema de desempenho
  • O treinamento deve focar-se em resultados
  • A aprendizagem através do treinamento deve ser um processo contínuo
  • Deve-se criar um sentimento positivo de competição interna

Para avaliar a eficácia dos seus programas de treinamento, a sua organização pode realizar avaliações, pesquisas e testes pré e pós-treinamento, ou pedir aos colaboradores que compartilhem o que esperam do treinamento.

4. Programas de bem-estar: muito mais que uma tendência

Um programa de bem-estar dos funcionários é uma abordagem holística que coloca o bem-estar físico e mental no centro da estratégia de uma empresa.

A linha entre a vida pessoal e o trabalho está cada vez mais tênue. As empresas estão compreendendo esse fato, e começando a adotar programas de bem-estar.

Mas organizar um programa de bem-estar não é fácil. Para simplificar, aqui estão algumas ideias que pode implementar na sua empresa.

Faça da saúde uma prioridade

Já existem algumas empresas que oferecem seguro ou plano de saúde aos seus colaboradores. E isso deve ser apreciado e celebrado!

Mas, apoiar o bem-estar dos colaboradores não inclui apenas o bem-estar financeiro. A nutrição e a promoção de políticas e atividades que melhorem o bem-estar mental devem fazer parte dos programas das empresas.

Nutrição

Não podemos falar de produtividade sem falar de saúde. Mas também não podemos falar de saúde sem mencionar o papel fundamental da nutrição.

Todos nós passamos por fases de mais estresse, fadiga, ansiedade, tensão muscular e noites sem dormir por diferentes razões. Um programa de saúde, principalmente o acompanhamento nutricional nas empresas, pode ser a resposta ideal para a construção de um ambiente de trabalho mais feliz e saudável.

Um estudo recente mostra que os programas de refeições no local de trabalho podem prevenir deficiências de micronutrientes e doenças crônicas. A alimentação saudável é uma das receitas para prevenir e amenizar os problemas cardiovasculares ou gástricos, melhorar a qualidade do sono e trazer energia, confiança e autoestima para sermos mais produtivos no trabalho.

O acompanhamento nutricional personalizado deve ser uma política que as empresas terão que assumir. Os investimentos em nutrição são compensados pela redução de dias de licença médica e acidentes e pelo aumento da produtividade e da motivação.

Se você não sabe como escolher, por que não adotar um programa de nutrição para empresas como o Nutrium Care?

Com este programa, qualquer empresa pode oferecer a seus colaboradores acompanhamento com excelentes nutricionistas, plano alimentar 100% personalizado, workshops, webinars, dias temáticos e conteúdos exclusivos da área de saúde e nutrição. O acesso a um aplicativo móvel gratuito está incluído, colocando o nutricionista a apenas um clique de distância a qualquer hora e em qualquer lugar.

O Nutrium Care já chegou a grandes empresas - como a Vodafone, AGEAS e Randstad - e o feedback tem sido muito positivo. Nove em cada 10 funcionários recomendam o programa, 97% estão extremamente satisfeitos com seu nutricionista e centenas de usuários avaliam o aplicativo móvel como 4,7/5.

Um programa de bem-estar nutricional pode - e deve - ser acompanhado de incentivos à prática de exercício físico. O desafio é entender que nem todos apreciam as mesmas atividades físicas. Este programa deve ser capaz de agradar os colaboradores que não sentem falta da academia e os que, por exemplo, preferem as atividades ao ar livre.

Saúde mental: onde tudo começa e acaba

“Burnout”, “estresse” e “ansiedade” marcaram as últimas décadas, e isso tem sido um grande desafio para a produtividade das empresas. A Organização Mundial da Saúde classifica o burnout como um problema de saúde relacionado com o trabalho.

De fato, os decisores que oferecem benefícios de saúde mental aos seus colaboradores estão em vantagem significativa sobre aqueles que não fornecem tais benefícios, uma vez que muito provavelmente terão menos burnout, acidentes, violência e lesões no local de trabalho.

Como promover o bem-estar mental? Bem, todos os pontos abordados neste artigo são parte da resposta. Mesmo assim, as empresas também podem investir em parcerias com psicólogos, sessões de meditação ativa e até workshops sobre equilíbrio no trabalho.


Seja qual for o benefício que você escolher oferecer aos seus colaboradores, o que realmente importa é que ele esteja adaptado às suas necessidades.

Pessoas diferentes têm motivações diferentes, e você deve obter um conhecimento profundo sobre as pessoas que trabalham na sua empresa e que quer manter satisfeitas. Porque, afinal de contas, é isso que importa: levar as pessoas a darem o melhor de si no trabalho e nas suas vidas pessoais.